Organização

Pretendemos uma organização na qual todos são incentivados a participar, a partilhar e a colaborar.

Uma organização em que o centro toca a periferia e a periferia toca o centro, com uma estrutura versátil, flexível e dinâmica.

Estrutura


Centro coordenador, núcleos dinamizadores, grupos de atividade, comunidade interativa.


organograma

Centro coordenador - coordena diretamente os núcleos dinamizadores e indiretamente os grupos de atividade, mantém a comunicação com todos os elementos do Dar Voz a Portugal.

Núcleos dinamizadores - comunicam frequentemente entre si e com o centro coordenador, coordenam e estimulam os grupos de atividade mantendo com eles o fluxo de informações.

Grupos de atividade - grupos (formados na plataforma Colabora) cujo objetivo é desenvolver as “Linhas de Ação”: Espiritualidade, Religião, Filosofia, Política, Educação, Cultura, Ambiente, Ciência, Alimentação, Habitação, Saúde, Economia, Indústria, Agricultura, Pesca e Caça, Desporto, Lazer, Segurança. Mantêm a comunicação com os núcleos dinamizadores e com a comunidade interativa.

Comunidade interativa - simpatizantes e aderentes do Dar Voz a Portugal que também pretendem “congregar vontades, esforços e intelectos para dar corpo a um novo paradigma civilizacional, mais justo, digno e harmonioso”.

Logotipo


logo

vocais

O nosso logotipo está baseado na imagem do aparelho fonador humano e corresponde à nossa estrutura organizativa.


Triângulo branco central - cordas vocais interiores - centro coordenador:
Triângulo aureo (1,618   72º 72º 36º   triângulo no vértice do pentagrama) - representa a trindade (infinito-absoluto-relativo, espírito-alma-corpo, movimento-espaço-tempo); com a ponta apontando no sentido da concretização, segnifica que os arquétipos abstratos estão ativando a manifestação concreta, e que a consciência superior está influenciando a inferior.
Branco - representa o vazio recetor, a pureza, a síntese, a paz...
O centro coordenador em atitude recetora, para que a 'Voz' de Portugal, e do que está acima desta nação, se manifeste e expresse.

Triângulo azul - cordas vocais exteriores - nucleos dinamizadores:
Triângulo equilátero - a manifestação da trindade no mental-emocional-físico, em equilíbrio, para que o que já está concebido nas 'dimensões' superiores, se idealize, estruture e construa, nas inferiores.
Azul- integridade, verdade, confiança, segurança, serenidade, harmonia, comunicação, conexão...
Núcleos dinamizadores conetando e comunicando entre si, com o centro coordenador e com os grupos de trabalho, estimulando e dinamizando todos os processos.

Quadrado encarnado - laringe - grupos de trabalho:
Quadrado - rodado e dinamizado, para que as energias verticais e horizontais se possam expandir melhor através dos seus vértices (a energia tem tendência a sair pelas pontas) e facilitar a ligação do centro à periferia. Simboliza a segurança, a dedicação e o trabalho necessário para executar a obra.
Encarnado - energia, entusiasmo, força, poder...
Grupos de trabalho animados, comunicando, trocando ideias, estruturando-se, desenvolvendo projetos, construindo...

Círculo verde - traqueia - comunidades interativas:
Círculo - contentor periférico que proteje os princípios fundamentais do movimento Dar Voz a Portugal, mantendo a equidistância entre o centro e a periferia, simbolizando a equidade e a harmonia entre todos os membros e a circulação interna de energia, de trabalho e de pessoas.
Verde - vitalidade, saúde, fertilidade, esperança, desenvolvimento...
Comunidades de simpatizantes informando-se, interagindo, colaborando...

Estrela amarela - língua - ligações externas:
Estrela de 8 pontas - irradiando equilibradamente, transmitindo o interior para o exterior, o abstrato para o concreto e o subtil para o denso, em harmonia com o todo, tocando as 8 oitavas.
Tocando a Vida e os viventes, dando e recebendo.
Amarela - identidade, otimismo, alegria, concentração, disciplina, comunicação, esclarecimento...
Comunicação e colaboração com diversas pessoas e organizações...

Linha preta - lábios - contornos diferenciadores:
Linha - diferencia e liga todos os componentes, estruturando a sua circulação energética para que eles ganhem forma e vibrem para que a 'voz' se torne audível.
Preta - poder, respeito, sobriedade, sofisticação, mistério...
Difusão dos princípios, ideais, objetivos e realizações do movimento Dar Voz a Portugal...

Triângulos e quadrado convergindo os seus vértices num ponto comum, na periferia do círculo - simbolizando o nosso propósito maior: congregar vontades, esforços e intelectos para dar corpo a um novo paradigma civilizacional, mais justo, digno e harmonioso...